Os 10 prédios mais altos do Brasil

image_pdfimage_print

Visão aérea do Centro de São Paulo

São Paulo – O prédio mais alto do mundo fica em Dubai, nos Emirados Árabes, e é um dos principais pontos turísticos da região: o Burj Khalifa, com impressionantes 828 metros de altura e 163 andares.

No Brasil, a construção mais alta não chega nem perto: são 170 metros e 51 andares no Mirante do Vale, em São Paulo. Não foram consideradas construções ainda em andamento ou em processo de finalização.

Diferentemente do que acontece em outras partes do mundo, por aqui a lista dos maiores prédios é ocupada principalmente por edifícios residenciais. Na lista global, os primeiros lugares são, na sua maioria, ocupados por prédios de escritórios ou hotéis.

Entre os cem primeiros listados pelo Conselho de Prédios Altos e Habitação Urbana (CTBUH, na sigla em inglês), não há nenhum representante brasileiro. No ranking da América Latina, o Mirante do Vale aparece em 15º.

A seguir, a lista dos 10 prédios mais altos do Brasil:

Mirante do Vale, em São Paulo

1. Mirante do Vale (Palácio W. Zarzur), São Paulo

Altura:170m
Andares: 50
Conclusão: 1967

Uso: escritórios

Posição no ranking da América Latina: 15º lugar

edifício Itália, no centro de São Paulo

2. Edifício Itália, São Paulo

Altura: 165m
Andares: 46
Conclusão: 1956
Uso: escritórios
Posição no ranking da América Latina: 17º lugar

Ilustração das torres do Villa Serena, no Balneário Camboriú

3. Villa Serena Torre B, Balneário Camboriú

Altura: 164m
Andares: 49
Conclusão: 2012
Uso: residencial
Posição no ranking da América Latina: 18º lugar

torres do Villa Serena em construção

4. Villa Serena, Torre A, Balneário Camboriú

Altura: 164m
Andares: 49
Conclusão: 2012
Uso: residencial
Posição no ranking da América Latina: 18º lugar

Rio Sul Center, no Rio de Janeiro

5. Rio Sul Center, Rio de Janeiro

Altura: 163,1m
Andares: 48
Conclusão: 1982
Uso: escritórios
Posição no ranking da América Latina: 20º lugar

Prédio do Banespa, no centro de São Paulo

6. Torre do Banespa (edifício Altino Arantes), São Paulo

Altura: 161m
Andares: 36
Conclusão: 1947
Uso: escritórios
Posição no ranking da América Latina: 23º lugar

Centro Empresarial das Nações Unidas, em São Paulo

7. Torre Norte (CENU), São Paulo

Altura: 158m
Andares: 38
Conclusão: 1999
Uso: escritórios
Posição no ranking da América Latina: 28º lugar

Parque Cidade Jardim

8. Jabuticabeiras, Magnólias, Begônias e Reseda (Cidade Jardim), São Paulo

Altura: 157,9m
Andares: 41
Conclusão: 2008
Uso: residencial
Posição no ranking da América Latina: 29º lugar

JHSF reforça investimento perto do shopping Cidade Jardim

9. Ipês e Zineas (Cidade Jardim), São Paulo

Altura: 157,9m
Andares: 41
Conclusão: 2008
Uso: residencial
Posição no ranking da América Latina: 29º andar

Torres do Cidade Jardim e shopping Cidade Jardim, em São Paulo

10. Limantos (Cidade Jardim), São Paulo

Altura: 157,9m
Andares: 41
Conclusão: 2008
Uso: residencial
Posição no ranking da América Latina: 29º lugar

Fonte: EXAME