Obsolescência programada

image_pdfimage_print

obsolescencia_programada

“Meu celular parou de funcionar 1 mês depois que venceu o prazo de garantia”

Essa frase soa comum para você? Pois é… pode até ser que o fato do aparelho ter dado problema somente 1 mês após o prazo de garantia tenha sido uma mera coincidência. Mas na maioria dos casos, não existe nada de coincidência aí. Isso é conhecido como obsolescência programada.

Obsolescência programada é a decisão do produtor de propositadamente desenvolver, fabricar e distribuir um produto para consumo de forma que se torne obsoleto ou não-funcional especificamente para forçar o consumidor a comprar a nova geração do produto. A obsolescência programada faz parte de um fenômeno industrial e mercadológico surgido nos países capitalistas nas décadas de 1930 e 1940 conhecido como “descartalização”, e é nociva ao meio ambiente, sendo considerada uma estratégia não-sustentável. A obsolescência programada faz parte de uma estratégia de mercado que visa garantir um consumo constante através da insatisfação, de forma que os produtos que satisfazem as necessidades daqueles que os compram parem de funcionar ou tornem-se obsoletos em um curto espaço de tempo, tendo que ser obrigatoriamente substituídos de tempos em tempos por outros produtos mais modernos.

A seguir, apresentamos um vídeo que ilustra muito bem o conceito e alguns exemplos da prática da obsolescência programadas no nosso cotidiano. Confira:


 

Fonte: YOUTUBE