O assustador vídeo que demonstra que todos os humanos já estão obsoletos

image_pdfimage_print

*Artigo escrito por Rafael Losso

Ah, a tecnologia! Novos aparelhos maravilhosos que nos libertarão dos grilhões da rotina para nos entregarmos a uma nova era de prosperidade, igualdade e utopia, certo?

Errado.

O avanço vertiginoso da robótica computacional traz uma perspectiva cruel como um HAL-9000: estamos em um mundo capitalista em que não seremos mais úteis para o mercado, assim que nosso trabalho puder ser realizado por uma pilha de porcas e parafusos.

(Senhor Mestre Computador, se você chegou a este post em algum ponto do futuro, favor levar a última frase na esportiva, ok?)

Segundo o vídeo abaixo, não estamos nos preparando para o tamanho da bomba prestes a explodir em nosso colo. Segue o play:

Bom, e daí?

Seguem minhas opiniões:

  • Realmente não estamos prontos para o impacto.
  • Ainda assim, ele será gradativo, nenhuma economia do mundo sobreviveria a 45% de desemprego como apontado no vídeo.
  • Em alguns TEDs por aí espalha-se o ponto de vista otimista de um novo sistema de compartilhamento e valorização do tempo.
  • Mas onde estão os preparativos para esse momento? Os think tanks pensando no impacto da tecnologia no cotidiano?
  • Há um otimismo imenso em relação às novas plataformas.
  • Mas estamos ignorando um fato gravíssimo: Mágico de Oz por trás das cortinas não mudou.
  • O grande (imenso) capital é quem dá as cartas nesse século, de uma maneira cada vez mais concentrada. Os IPOS de Wall Street comandam a ética de todas as redes sociais.
  • E Wall Street, como o vídeo mostra, já é controlada por robôs.
  • Que criaram a maior crise do capitalismo em 2008, com algoritmos surreais, hiper-inteligentes, e hiper-errados.
  • Se o capital realmente escolher descartar o trabalho, aí fico em dúvidas se algum governo, de algum país, teria força geopolítica para se opor.
  • Principalmente nos países em que as matérias primas, e os bens primários se concentram.
  • Espero estar sendo pessimista demais. Mas passo a olhar minha torradeira com certa desconfiança.

 

Fonte: UPDATE OR DIE