Mané Garrincha é 3º estádio mais caro do mundo; veja ranking

image_pdfimage_print

estadio_mane_garrincha

Os 11,4 mil dólares gastos por assento no estádio de Brasília o colocam entre os três mais caros do mundo. Em custo total, o estádio é o 2º mais caro do mundo.

O Mané Garrincha, um dos palcos dos jogos da Copa do Mundo, é o 3º mais caro do mundo. De acordo com um levantamento feito pela Pluri Consultoria, os US$ 11,4 mil gastos por assento, o colocam no top 3 dos estádios mais caros construídos nos últimos 10 anos.

Em custo total, os US$ 830 milhões gastos pelo governo do Distrito Federal na construção da arena fazem dela a segunda mais cara do mundo.

Só perde para Wembley, em Londres.

Outros cinco estádios construídos para a Copa aparecem entre os mais caros do mundo: Arena Corinthians (10º lugar), Arena Amazônia (19º), Arena Pantanal (24º), Arena Pernambuco (25º) e Arena das Dunas (35º).

O levantamento inclui apenas os estádios que foram construídos do zero. Ou seja, o Maracanã, que passou por reforma, não conta.

No total, foram avaliados 66 estádios inaugurados a partir de 2004 – quando os custos começaram a subir de forma mais acebtuada -, com capacidade mínima de 30 mil torcedores.

Entre os analisados, a média de custo por assento foi de US$ 5.841, metade do custo do Mané Garrincha.

Veja abaixo o ranking dos estádios mais caros do mundo. Os da Copa estão em negrito:

Estádio Cidade Custo total (US$) Custo por assento (US$)
Wembley Londres (Inglaterra) 1.13 milhões 12.617
Stade de Suisse Berna (Suíça) 385 milhões 12.113
3º Mané Garrincha Brasília (Brasil) 830 milhões 11.400
Tele2 Arena Estocolmo (Suécia) 351 milhões 10.633
Emirates Stadium Londres (Inglaterra) 637 milhões 10.561
Estádio Nacional de Varsóvia Varsóvia (Polônia) 587 milhões 10.093
Estádio Aviva Dublin (Irlanda) 484 milhões 9.358
King Abdullah Sports City Heddah (Arábia Saudita) 560 milhões 9.333
Cape Town Stadium Cidade do Cabo (África do Sul) 574 milhões 8.696
10º Arena Corinthians São Paulo (Brasil) 588 milhões 8.640
19º Arena Amazônia Manaus (Brasil) 340 milhões 7.638
20º Allianz Parque São Paulo (Brasil) 328 milhões 7.516
24º Arena Pantanal Cuiabá (Brasil) 288 milhões 6.506
25º Arena Pernambuco Recife (Brasil) 293 milhões 6.378
28º Arena do Grêmio Porto Alegre (Brasil) 334 milhões 6.015
35º Arena das Dunas Natal (Brasil) 198 milhões 4.722
40º Engenhão Rio de Janeiro (Brasil) 192 milhões 4.091

Estádios da Copa

O estudo também analisou todos os 12 estádios que receberão jogos da Copa do Mundo no Brasil – dessa vez, incluindo os construídos e reformados.

Somadas, as 12 arenas custaram US$ 4,5 bilhões (R$ 8,4 bilhões), com custo médio por assento de US$ 6,7 mil.

Se tirarmos da conta os estádios reformados para a Copa (Maracanã, Fonte Nova, Mineirão, Castelão, Arena da Baixada e Beira-Rio), o custo por assento foi de US$ 7.988, valor 32,8% superior ao gasto na Copa da África do Sul, em 2010.

Como esperado, o Mané Garrincha foi o mais caro entre os estádios construídos para o mundial – em relação ao custo total e ao por assento. A Arena Corinthians, em São Paulo, foi a segunda mais cara, com custo total de US$ 588 milhões (R$ 1,2 bilhões) e de US$ 8,6 mil por assento.

Ranking Estádio Cidade Custo total (US$) Custo por assento (US$)
1 Mané Garrincha Brasília 830 milhões 11.400
2 Arena Corinthians São Paulo 588 milhões 8.640
3 Arena Amazônia Manaus 340 milhões 7.638
4 Maracanã Rio de Janeiro 578 milhões 7.350
5 Arena Fonte Nova Salvador 380 milhões 6.899
6 Arena Pantanal Cuiabá 288 milhões 6.506
7 Arena Pernambuco Recife 293 milhões 6.378
8 Mineirão Belo Horizonte 387 milhões 6.224
9 Arena das Dunas Natal 198 milhões 4.722
10 Castelão Fortaleza 284 milhões 4.451
11 Arena da Baixada Curitiba 166 milhões 3.915
12 Beira-Rio Porto Alegre 168 milhões 3.365

Fonte: EXAME