FBI não precisa de ordem para acesso à comunicação digital

image_pdfimage_print

fbi

De acordo com o posicionamento do FBI e do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, toda e qualquer comunicação digital, obrigatoriamente, precisa estar à disposição de agências de investigação sem que haja a necessidade de um mandado. Isso engloba e-mails, mensagens trocadas nas redes sociais (como Twitter e Facebook), dentre outras interações no âmbito cibernético. Segundo a American Civil Liberties Union (ACLU), existe um documento que mostra que o FBI e o Departamento de Justiça norte-americano tem um pensamento compatível com o governo da Índia. Este último lançou um rígido sistema de monitoramento, para controlar todas as atividades das pessoas ao comunicarem-se com as outras.

Nos Estados Unidos, com referência ao âmbito legislativo, as responsabilidades sõ individuais. Em Nova York, houve uma decisão por parte da procuradoria, possibilitando a obtenção de informações sem que houvesse mandado para isso; já em Illinois, as regras são iguais as de Ohio, onde teria que haver o mandado para tal prática.

Fonte: UNDERLINUX