Desenvolvedores do kernel estão envelhecendo e a Linux Foundation procura sangue novo

image_pdfimage_print

kernel_developers

Não é um problema o fato de os desenvolvedores estarem ficando mais velhos, mas sim de não estar havendo renovação nos escalões superiores, nem ampliação suficiente do número de novos participantes no desenvolvimento do projeto.

Em termos numéricos, as estatísticas do Git do kernel indicam que o número de novos participantes registrados a cada trimestre, que já foi numa faixa de 100 a 150, agora é de 30 a 50. Para agravar, os participantes que estão no projeto há mais tempo estão se tornando menos ativos.

Andrew Morton, um dos “top” mantenedores do Linux, declarou: “sim, estamos ficando mais velhos, e mais cansados. Não vejo mais as pessoas pulando com entusiasmo para trabalhar nas coisas como eu via anteriormente.”

A Linux Foundation, que tem como missão manter ativo o desenvolvimento do Linux, começou a tomar medidas para reverter esse rumo, incluindo a busca de maior atratividade para novos interessados nos seus eventos presenciais como a LinuxCon, ou criar eventos voltados a segmentos específicos, como as mulheres interessadas no software open source.

 

Fonte: BR-LINUX