Bilionária mais jovem da história quer revolucionar exames de sangue

image_pdfimage_print

elizabeth_holmes

A americana Elizabeth Holmes, de 30 anos, abandonou a faculdade de engenharia na Universidade de Stanford aos 19 para abrir o próprio negócio, que usa a tecnologia para simplificar, baratear e tornar mais eficazes os exames de sangue. Onze anos depois, Holmes, dona de metade do empreendimento, foi considerada pela Forbes como a mulher mais jovem da história a ser bilionária com o próprio negócio.

Theranos, a empresa de Holmes, acaba de receber investimentos privados e passou a valer US$ 9 bilhões de dólares, valor considerado alto até mesmo para o mercado de tecnologia. Para se ter ideia da importância da companhia, no conselho de administração estão dois ex-secretários de Estado e um ex-secretário da defesa dos EUA.

Exames de sangue são responsáveis por grande parte dos diagnósticos médicos. No entanto, muita gente considera os exames caros e invasivos, já que é preciso inserir uma agulha no corpo do paciente para coletar uma quantidade considerável de sangue. Um hemograma normal retira hoje cerca de 3ml de um indivíduo adulto. Depois de desenvolver uma tecnologia que é mantida em segredo, a Theranos precisa de apenas algumas gotas de sangue para obter os mesmos resultados.

Recentemente a companhia, que fica no Vale do Silício, firmou uma parceria com a maior rede de farmácias dos Estados Unidos, a Walgreen, que passou a contar com “Centros de Bem-Estar Theranos”. No espaço, é possível realizar um exame de sangue e receber os resultados por e-mail em até 24h e os preços podem variar, de acordo com a especificidade do exame.

Antes disso, a Theranos trabalhava em conjunto com laboratórios farmacêuticos. A parceria conseguiu reduzir os custos dos exames de sangue, bastante numerosos na fase de testes de medicamentos.

Fonte: OLHAR DIGITAL

Comments